X
Menu

O que são Olhos secos?

O que são Olhos secos?

Olhos secos acontecem quando nossos olhos não estão sendo lubrificados o suficiente, causando desconfortos e até mesmo problemas de visão.

Já a Síndrome do Olho Seco, ou Síndrome da Disfunção Lacrimal, ocorre quando existe a falta de produção de lagrima ou quando esta está alterada em algum de seus componentes.

Os olhos precisam das lágrimas para estar em constantemente hidratados, assim suas estruturas podem trabalhar de forma adequada e até mesmo impedir o atrito entre a córnea a pálpebra. Muitas vezes, porém, os olhos podem não receber hidratação suficiente, seja por alguma deficiência ou ausência da lágrima ou mesmo alguma falha do mecanismo de lubrificação dos olhos.

A lágrima é essencial para lubrificação, nutrição e proteção das estruturas oculares externas, como córnea e conjuntiva. Quando alterada em quantidade ou qualidade, essas estruturas deixam de funcionar corretamente ou mesmo sofrem determinadas consequências como:

· Ardor nos olhos

· Coceira

· Irritação

· Olhos vermelhos

· Visão turva, que às vezes melhora depois de piscar

· Sensação de corpo estranho ou areia nos olhos

· Desconforto quando se lê, vê televisão ou trabalha em frente à tela do computador por muito tempo

Causas

Os olhos secos normalmente estão relacionadas a alguns fatores. Conheça-os:

Problemas na composição da lágrima

A lágrima é composta por três camadas: uma de água, outra de gordura e outra de muco, uma mistura ideal para hidratar os olhos da melhor forma possível. A camada oleosa é importante para evitar a evaporação da lágrima. Mas, se essa camada por acaso não for produzida ou for mal produzida, pode ocasionar a evaporação excessiva da lágrima, impedindo que ela lubrifique os olhos corretamente e causando olho seco, do tipo evaporativa. A camada de muco “prende” a lágrima no olho e a aquosa é basicamente a responsável pelas funções lacrimais: hidratação, proteção e nutrição.

Essa alteração na composição da lágrima pode ocorrer por diversos motivos, como deficiência de vitamina A, menopausa, problemas na glândula lacrimal, entre outros.

Produção deficiente de lágrimas

Algumas pessoas simplesmente não produzem lágrimas o suficiente e por isso o olho não é lubrificado de uma forma correta, causando desconforto e sensação de olhos secos.

Doenças associadas

O olho seco pode ser sintoma de problemas oculares blefarite, meibomite, doenças conjuntivais, uso de medicação e outras doenças, além de fatores ambientais.

Fatores ambientais

Excesso de exposição ao sol, poluição, ar condicionado e ventos fortes diretamente nos olhos são fatores que podem influenciar na evaporação da lágrima e com isso aumentar a incidência de olho seco.

A redução de piscadas também pode causar o problema, pois como os olhos são lubrificados toda vez que piscamos e a redução dessa ação pode resultar em deficiência na lubrificação, o que torna os olhos mais secos. Isso ocorre, por exemplo, quando ficamos por horas focados em telas de computador, tabletes, celular ou televisão. O número de piscadas cai de 22 vezes para apenas cinco por minuto.

Fatores de risco

Qualquer pessoa é passível de ficar com os olhos secos, mas o problema é mais incidente em alguns casos. Veja quais são os fatores de risco para o olho seco:

· Idade: pessoas com mais de 40 anos são mais propensas ao problema, já que com o passar do tempo a produção de lágrimas diminuem e as células que produzem seus componentes também envelhecem

· Sexo: mulheres são mais propensas a ter olhos secos do que os homens, devido a alterações hormonais comuns na menopausa

· Uso de anticoncepcionais: como as pílulas alteram os hormônios femininos e seu uso também pode tornar a mulher mais propensa a ficar com os olhos secos

· Uso de lentes de contato: quem usa lentes pode sentir os olhos secos devido ao acúmulo de proteína na lente de contato, além da possibilidade de “perda” de conteúdo líquido da lagrima para a própria lente de contato, em alguns casos

· Clima seco: quanto o tempo está mais seco, é mais fácil a lágrima evaporar, principalmente quando se trabalha diante do computador por muitas horas, o que reduz o número de piscadas e a renovação da lágrima

· Não limpar a pele perto dos olhos: excesso de oleosidade ou mesmo resíduos de maquiagem na região dos olhos podem entrar em contato com a lágrima, alterando sua composição e resultando e olho seco, além de outros problemas, como a blefarite, que impede a secreção de gordura produzida nas pálpebras. Por isso, é importante limpar a região com produtos específicos

· Uso de medicamentos como anti-histamínicos, diuréticos, antidepressivos, alguns remédios para acne e descongestionantes

· Após cirurgia a laser nos olhos: as cirurgias LASEK, LASIK e PRK tem uma tendência a deixar os olhos ressecados pelas três primeiras semanas. É um sintoma comum, mas que não acontece com todos os pacientes.

A causa é a segmentação de alguns nervos dos olhos, o que pode resultar na insuficiência da lágrima por esse período de tempo

Outros fatores também podem estar relacionados à secura dos olhos, como:

· Carência de vitamina A

· Doenças da tireoide

· Parkinson

· Doenças sistêmicas ou autoimunes: como artrite, lúpus, síndrome de Sjögren, Síndrome de Steven Johnson.

Com isso o exame oftalmológico periódico se faz necessário como forma de prevenir e tratar de forma correta esta e outras alterações oculares.

Share